Livrarias pelo mundo

Atualmente há uma enorme discussão sobre o futuro do livro e das livrarias devido ao surgimento do e-book e da internet como plataforma de vendas. Nos EUA muitas livrarias estão fechando as portas, como a Borders, segunda maior rede de livrarias dos EUA, que fechou 200 lojas no ano passado. Pessoalmente, eu acredito que o e-book nunca irá substituir o livro e as livrarias vão continuar existindo, acredito sim, que a quantidade possa diminuir, mas as livrarias especializadas, tradicionais e com outros apelos irão continuar funcionando por longos anos. Dito isso, gostaria de mostrar alguns dos espaços dedicados a venda de livros mais interessantes do planeta.

Começamos na nossa vizinha Argentina e a belíssima livraria El Ateneo em Buenos Aires. O prédio foi desenhado pelos arquitetos Peró e Torres Armengol a pedido do empresário Max Glucksman e fui inaugurado em maio de 1919 como o teatro Teatro Gran Splendid. Com pinturas do artista italiano Nazareno Orlandi e esculturas por Troiano Troiani, o teatro tinha capacidade para 1.050 pessoas.  Atualmente mais de um milhão de pessoas visitam-na anualmente, sendo que em 2007 mais de 700.000 livros foram vendidos.

El Ateneo

El Ateneo

El Ateneo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atravessamos o oceano Atlântico até Paris para conhecer uma das livrarias mais famosas do mundo, Shakespeare & Company, inaugurada em agosto de 1951 por Geroge Whitman. Localizada no Latin Quarter, com vista para Notre Dame e o Sena. Além da livraria, o espaço funcionou como o “Tumbleweed Hote”, George instalou camas no primeiro andar para que escritores iniciantes e ainda sem a fama e fortuna pudessem se alojar, mas para isso eles deveriam ler um livro por dia e trabalhar uma hora na livraria. Escritores já estabelecidos podiam ficar no Writer’s Room, com três paredes cheias de volumes raros e camas mais confortáveis. George estimou que mais de 10.000 viajantes passaram uma noite em sua livraria. Na despedida, os escritores deveriam deixar uma pequena autobiografia e uma foto, entre as fotos que decoram as paredes do Writer’s Room estão Lawrence Durrell, Allen Ginsberg, Henry Miller.

Em 2006 Geroge recebeu o prêmio Officier des Arts et Lettres do Ministro da Cultura pela sua contribuição para as artes. Em 14 de dezembro de 2011 Geroge Whitman faleceu com 98 anos em seu quarto em cima da livraria.

Shakespeare & Company

Shakespeare & Company

Shakespeare & Company

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continuamos na França, mas agora seguindo para Lyon encontramos a Le Bal Des Ardents, uma livraria especializada em livros de arte, ciências humanas e eróticos e como diz em sua própria descrição “se esforça para defender autores desconhecidos, editoras ou temas independetes”.

A livraria foi inaugurada em março de 2003 e possui uma das entradas mais incríveis que uma livraria pode ter.

Le Bal Des Ardents

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seguindo para Porto, Portugal é possível visitar a livraria Lello, com projeto do engenheiro Francisco Xavier Esteves. Em 13 de janeiro de 19606 inaugurou-se um dos mais emblemáticos edifícios do neogótico portuense, destacando-se fortemente na paisagem urbana. Trata-se de um conjunto em que a arquitetura e os elementos decorativos deixam transparecer o estilo dominante no início do século XX.

Os tetos trabalhados, o grande vitral que ostenta o monograma e a divisa da livraria “Decus in Labore”, além da escadaria de grandes dimensões de acesso ao primeiro piso são as marcas mais significativas da livraria. O escultor Romão Júnior esculpiu os bustosdos escritores Antero de Quental, Eça de Queirós, Camilo Castelo Branco, Teófilo Braga, Tomás Ribeiro e Guerra Junqueiro.

Lello

Lello

Lello

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A próxima parada é em Maastricht, Holanda, cidade da livraria mais bela do mundo de acordo com o jornal britânico The Guardian, opinião compartilhada por muitos que a visitam. A livraria Selexyz Dominicanen ocupa uma antiga igreja do século XIII, reformada em 2006 pelos arquitetos holandeses Merkx + Girod a livraria ganhou o prêmio Architect Interior Prize em 2007.

Selexyz Dominicanen

Selexyz Dominicanen

Selexyz Dominicanen

Selexyz Dominicanen

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Terminamos na Finlândia. Helsinki guarda a Akateeminen Kirjakauppa (Livraria Acadêmica). A rede foi fundada em 1893, mas em 1969 a livraria mudou-se para novas instalações, um prédio novo construído pelo arquiteto finlandês Alvar Aalto, considerado um dos pais do modernismo

Akateeminen Kirjakauppa

Akateeminen Kirjakauppa

Akateeminen Kirjakauppa

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por: Ivo

Anúncios

2 Respostas para “Livrarias pelo mundo

  1. Pingback: Mais listas de livrarias | Livraria Freebook

  2. amei o passeio.
    senti falta da selexyz, de maastricht, holanda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s